Softex desenvolve plataforma digital de dados sobre o setor automotivo

24/01/2022

Já está no ar o Observatório Nacional das Indústrias para a Mobilidade e Logística, plataforma digital inovadora contendo dados e informações qualificadas sobre a indústria automobilística brasileira elaborada com o objetivo de acompanhar, monitorar e avaliar programas e ações relacionados à mobilidade e logística, a exemplo do Programa Rota 2030.

O Observatório, criado pela Lei nº 13.755, de 10 de dezembro de 2018 e regulamentado pelo Decreto nº 9.557/2018, foi desenvolvido pelo Ministério da Economia, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e implementado pela Softex, que ao longo dos últimos 12 meses desenvolveu a plataforma empregando big data. Um robô coleta automaticamente dados das fontes – estruturados, semiestruturados ou não-estruturados – e o sistema aplica inteligência analítica gerando diversos painéis com indicadores e gráficos. Seu público-alvo são a administração pública federal, estadual e municipal, o setor empresarial da mobilidade e logística, trabalhadores do setor (diretos, indiretos e fornecedores), organizações associativas e sindicais (patronais e de trabalhadores do setor), os centros de PDI, a comunidade científica e os cidadãos.

Entre as informações disponibilizadas estão produção industrial, importação e exportação de veículos e autopeças, empregos no setor, patentes e eficiência energética, além de 40 indicadores de performance e 63 gráficos representativos dos dados. Esses gráficos, aliás, podem ser baixados e utilizados pelos usuários. Também é possível criar séries históricas de períodos determinados. Todo o ambiente computacional aplicado é aberto e está hospedado em um appliance desenhado e configurado especificamente para trabalhar com grandes volumes de dados e transformá-los em painéis de informações.

O Observatório Nacional das Empresas para a Mobilidade e Logística contém ainda uma área reservada ao Ministério da Economia para o acompanhamento dos requisitos das empresas habilitadas ou com termos de compromisso firmados no âmbito do Programa Rota 2030, trazendo relatórios semestrais e anuais.

Os dados coletados pelo Observatório nesta versão provêm de seis fontes: Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA), Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA-Empresa) do IBGE, Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), Novo CAGED e dados internos do Ministério da Economia relacionados ao Programa Rota 2030.

Fonte: TI INSIDE