Indústria automotiva terá novos centros de pesquisa para inovar com o Rota 2030

10/03/2021

Quatro grupos de pesquisa foram selecionados e serão credenciados pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) para desenvolver projetos de inovação na área de mobilidade e logística em parceria com empresas da cadeia automotiva. As novas unidades Embrapii vão atuar no âmbito do Programa Rota 2030 e contarão com cerca de R$ 11 milhões não reembolsáveis para apoiar o desenvolvimento tecnológico e a competitividade das empresas nacionais.

As novas unidades vão atuar nas áreas de Powertrain elétrico e híbrido a biocombustíveis; materiais avançados; compósitos e nanocompósitos, além de inovações de transmissão de potência. A meta é desenvolver 36 projetos e gerar cerca R$ 35 milhões em projetos de inovação, uma vez que o modelo de atuação da Embrapii prevê o coinvestimento do setor empresarial (no mínimo de 1/3) e recursos não financeiros da unidade (mão de obra, equipamentos de ponta e pagamento de hora-homem).

As quatro novas unidades foram selecionadas entre 13 propostas apresentadas por grupos de pesquisas de todo o país. Elas se juntam a outras 28 unidades Embrapii na Rede de Inovação em Mobilidade Rota 2030 para atender projetos de mobilidade e logística. Ao todo, a Embrapii conta com 65 unidades.

Em seis anos de atuação, a Embrapii apoiou 120 empresas com o desenvolvimento de 84 projetos na área de mobilidade, que somam R$ 97 milhões. Há um ano, passou a coordenar o Programa de Mobilidade do Rota 2030, política do governo federal que traça linhas para o futuro da mobilidade e que tem como objetivo contribuir com a inserção global da indústria automotiva brasileira.

Fonte: FAPESP

    Newsletter