Finep 2030 bate meta e está aberto a novos aportes do setor automotivo

08/12/2021

O Programa Prioritário do Finep 2030 está aberto a novas contribuições financeiras das empresas do setor automotivo. Em um ano e quatro meses de operação do Programa, a Finep Inovação e Pesquisa, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) já comprometeu a totalidade do orçamento disponível para apoio a projetos de inovação da cadeia do setor. Até o momento, já foram arrecadados pela Financiadora 103,9 milhões, dos quais R$ 91,5 milhões já estão contratados, restando apenas R$ 12,4 milhões para novos financiamentos. Os projetos aprovados nos três subprogramas em execução somam R$ 111,9 milhões, ou seja, algumas propostas terão que aguardar por recursos para serem contratadas.

O Programa Finep 2030 Empresarial opera com recursos não reembolsáveis, ofertados em fluxo contínuo, ou seja, sem a necessidade de editais, a empresas de qualquer porte. O valor mínimo solicitado por empresa é de R$ 200 mil e o máximo chega a R$ 3 milhões. Para empresas beneficiadas com Receita Operacional Bruta acima de R$ 90 milhões é exigido percentual de contrapartida. O programa estimula, especialmente, a parceria com ICT’s para o desenvolvimento do projeto.

O desempenho da Finep/MCTI como coordenadora do Rota 2030 superou as expectativas, de forma que foi possível antecipar metas previstas para cinco anos. Isso se deu graças à quantidade de recursos captados junto às empresas do setor e às condições para acessar os recursos do Programa, incluindo ainda a agilidade na análise, transparência e redução na burocracia. Todo o processo, desde a submissão da proposta até o acompanhamento da sua execução, é digital, sendo de 78 dias, por exemplo, o tempo médio entre a entrada do projeto e a sua aprovação pela diretoria no Finep 2030 Empresarial.

“Para que a Finep possa dar continuidade aos programas destinados a apoiar a cadeia de fornecedores do setor automotivo, é importante que as empresas aumentem as suas contribuições. Segundo o diretor de Inovação, Otavio Burgardt, “a alta demanda pelos programas da Finep/MCTI tem que ser acompanhada de aumento na captação de recursos. “Caso contrário, teremos que paralisar a contratação de novas operações por falta de verba”, afirmou o executivo.

Áreas apoiadas

Lançado em julho de 2020, o Finep 2030 Empresarial é uma ação conjunta da Finep, com o MCTI e o Ministério da Economia (ME). Nesta ação, são apoiados projetos que contemplem o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para a cadeia automotiva, considerados estratégicos no âmbito Programa Rota 2030 – Mobilidade e Logística – do Governo Federal.

São propostas de busca de soluções, com aplicação das tecnologias habilitadoras da indústria 4.0, e em temas de vanguarda, como o uso dos materiais avançados na manufatura e a motorização híbrida/elétrica, incluindo máquinas agrícolas e rodoviárias autopropulsadas.

A Finep oferece, ainda, ao setor automotivo, outros dois programas, o Finep 2030 Startups e o Finep 2030 Rede de ICTs. Para mais informações acesse aqui (http://www.finep.gov.br/apoio-e-financiamento-externa/o-que-apoiamos)

Os números do Programa

O Finep 2030 Empresarial recebeu, em um ano e cinco meses de operação, 210 projetos de inovação, de 120 empresas, que representam uma demanda por recursos da ordem de R$ 535 milhões. Ao todo, a Finep/MCTI aprovou 44 projetos, que totalizam R$ 104,4 milhões em financiamentos, com contrapartida da ordem de R$ 46,2 milhões. Até o momento, foram desembolsados R$ 32 milhões.

É importante destacar o alto potencial do Programa em promover a inovação em empresas de pequeno e médio portes, responsáveis por mais da metade dos projetos já contratados (54%), e a expressiva participação de ICTs, que participam em 86,5% dos projetos contratados, ou seja, dos 37 projetos contratados, 32 contam com a parceria de ICTs.

A previsão inicial do Programa era chegar, em 2025, com um total de 60 projetos submetidos, no valor de R$ 120 milhões, com aprovação final de 30 projetos, no montante de R$ 90 milhões.

Os temas do Rota 2030 também estiveram presentes nas duas rodadas de investimentos do Programa Finep Startups que, ao todo, já disponibilizou cerca de R$ 10 milhões para apoio a até cinco startups do setor automotivo. Foram recebidas 24 propostas e há uma aprovada, que se encontra em contratação. A partir de 2022, o Finep Startup também receberá propostas de investimento no modelo de fluxo contínuo

Parceria com ICTs

Houve, ainda, o lançamento da Chamada Finep 2030 – Rede ICT – que disponibilizou R$ 12 milhões em janeiro de 2021. O programa Finep 2030 – rede de ICTs, está em seu terceiro ciclo, já tendo recebido 31 projetos, ainda em fase de análise de mérito, com demanda total de R$ 92,8 milhões. Nas duas primeiras chamadas, foram aprovados quatro projetos, que totalizaram investimentos da ordem de R$ 6,7 milhões.

Segundo o diretor Científico e Tecnológico da Finep/MCTI, Marcelo Bortolini, esta iniciativa busca aproximar o setor acadêmico do setor produtivo, desenvolvendo soluções que atendam ao mercado automotivo. “Estreitar os laços entre ICTs e empresas permitirá assegurar o estímulo à inovação aberta”, afirmou o executivo.

O programa Finep 2030 – rede de ICTs reabre para submissão de projetos em janeiro de 2022.

Fonte: Finep